#Gastromalucos Black Sheep Sushi Bar: o melhor

Black Sheep 06Ah! O risco de se usar adjetivo dessa magnitude para se referir a um lugar. Mais ainda, o risco de fazê-lo sabendo que não sou uma sumidade no tema, muito embora grande apreciadora desse tipo de culinária e conhecedora de muitos locais do gênero. Sim, é, efetivamente, um risco. Não apenas isso, talvez um erro, pois as críticas virão com ainda mais força contra esta blogueira aqui que nunca cansa de dizer: o que aqui escrevo está baseado em minha percepção e gostos pessoais; respeito quem entenda de forma diversa. Mas depois de conhecer tantas casas japonesas – boas e ruins – e provar produtos tão iguais e tão distintos, posso dizer que encontrei o local para chamar de meu, aquele que seria o eleito caso, no corredor da morte, fosse intimada a eleger a última refeição no estilo: o Black Sheep Sushi Bar, senhoras e senhores.

Black Sheep 20Já havia visitado a casa há alguns meses – que completou um ano semana passada -, juntamente com o amigo Daniel, oportunidade em que escreveu um belo post. E porque não fiz o mesmo na época? Porque fiquei tão impressionada com a comida que sequer consegui lembrar de bater uma mísera foto. Ademais, eu sabia que meu retorno ao local era garantido. Mais do que isso, uma obrigação para com minhas lombrigas tão exigente. O post chegaria a seu tempo, sem pressa, e, mesmo assim, quase inédito, já que praticamente apenas o Comideria falou sobre, muito embora seja um lugar digno de estar em todos os blogs de gastronomia da região. Não sei explicar essa falha dos colegas. Talvez tenha a mesma origem da minha. Caso contrário, #ficaadica.

Black Sheep 21Outro problema de se intitular um local como o melhor é fazer com que a expectativa das pessoas fique muito elevada. Já fui alvo desse mal. Mas, ao menos com os gastromalucos, isso não ocorreu, pois uníssono o encantamento com a comida. Fomos todos de Omakase Menu (75 dilmas por pessoa), que consiste em uma espécie de menu confiance. O Chef Emerson pergunta aos presentes apenas o que eles não comem, ou seja, quais são suas restrições. A partir daí os pratos serão servidos de acordo com os produtos mais frescos e com as combinações que ele acreditar serem as melhores. Para acompanhar, o cardápio de bebidas valoriza o saquê, com diversas opções.

Black Sheep 25 Black Sheep 24A noite começou leve, mas já apontando o que nos esperava: vagens de soja verde cozidas e cobertas com flor de sal. Pensem em algo simples e, ao mesmo tempo, saborosíssimo. Você abre as vagens com os dedos e come apenas os grãos internos, macios. A flor de sal dá o toque especial.

Black Sheep 23Chegou então o primeiro peixe à mesa: sashimi de olhete com molho levemente picante e ácido. Você sabe que um prato japonês foi bem preparado quando o potinho de shoyu é absolutamente desnecessário. Cabe ao sushiman fazer uso dos temperos, assim como a maioria dos pratos não japoneses que comemos, pensando na desnecessidade de o consumidor fazer uso de molhos e ingredientes extras. E o Emerson é expert nisso. Nenhum prato servido podia ser classificado como sem gosto e ninguém ousou (ou precisou) pedir shoyu. Quando posto à mesa o foi por indicação do próprio Chef. Tudo isso aliado ao extremo frescor dos ingredientes, tornando a apreciação ainda mais fabulosa.

Black Sheep 12 Black Sheep 13Em seguida recebemos o salmão karachi, consistente em sashimis de salmão com molho de mostarda. Mesmo para quem não aprecia mostarda, o sabor é inigualável. Reparem que a apresentação dos pratos também é impecável. Afinal, comemos também com os olhos, não é?

Black Sheep 11E a sequência de pratos não parou de impressionar: tartar de atum e crocante de arroz. Simplesmente espetacular.

Black Sheep 15Sushi falso de mignon com azeite e molho (até os amantes da carne vermelha têm vez por aqui).

Black Sheep 17Salada de verdes com camarão, kani e vieiras, com molho de cebola caramelizada (sem palavras para esse prato de tão bom).

Black Sheep 03Uramaki de camarão batido com aspargos e coberto com molho picante (dos deuses).

Black Sheep 27Hossomaki de siri mole com abacate e molho picante (putaquepariufodidopracaraleo, conforme o cantor no RIR que embalava a escrita deste post).

Black Sheep 01Uramaki de cogumelos coberto com abacate e camarão, kani e vieiras batidos, servidos mornos (muito, muito bom).

Black Sheep 05Tempura de banana com sorvete de gengibre (fabuloso).

O que torna o Black Sheep o melhor no meu conceito não é apenas a qualidade dos produtos servidos e o ótimo atendimento, mas sim a possibilidade de ter uma verdadeira experiência gastronômica da culinária japonesa e sair do comum sushi de salmão com cream cheese. Aliás, cream cheese sequer entra na cozinha do Emerson, muito embora alguns clientes tenham feito campanha pela sua inserção e agora ele produza o próprio, fugindo dos industrializados.

Não há como sair de lá sem ao menos um único suspiro pelos pratos apresentados. Resta a vocês, então, ir até lá e confirmar o que digo, ou então discordar inteiramente, já que gostos são tão pessoais. Mas tenho para mim que quem aprecia a verdadeira culinária japonesa irá se encantar. Ah, como vai!

.

Black Sheep Sushi Bar

Avenida das Rendeiras, 1956, Lagoa da Conceição, Florianópolis/SC
Aberto quarta à domingo (qua, qui e dom das 19h às 23h; sex e sáb das 19h às 24h)
Telefone/E-mail: (48) 320 Sheep (74337)
Aceita cartões
Anúncios

10 thoughts on “#Gastromalucos Black Sheep Sushi Bar: o melhor

  1. Faço minhas as tuas palavras, Mi.
    Simplesmente a melhor experiência com sushi que tive na vida!!! Ambiente, atendimento e, principalmente, comida maravilhosos.

  2. olha… fiquei feliz com o post. concordo em todos os gêneros e graus.
    o cara sabe oq tá fzd, então… deixem com ele, gente! são sabores incríveis e surpreendentes.

    vale mais do q a ida. é um momento pra sentar e… deixa vir 🙂

  3. Pingback: Monte Pelmo: o melhor sorvete da cidade | Não vá se perder por aí

  4. Nossa eu fui e achei medonho. O lugar eh mt feio. Pessimo atendimento tinha q pedir td hora p garcom repetir o nome do prato pq eles so sabiam falar como robozinhos. Se vc perguntava o q era tal coisa eles nao sabiam. Mas a proposta da comida eh bacana. Porem c essa proposta e preco o lugar deveria ser bonito. Tem ate uma pia d concreto no caixa.. o banheiro parece de mercearia . As mesas e cadeiras de madeira de boteco .Me passou a impressao d eu estar comendo sushi num trailer de hot dog. E a tal decoracao dos pratos .. resume-se a uma lasca d cenoura e beterraba igualzinha a quase tds os pratos. Mta falta d criatividade. Colocando na balanca paga-se caro, come-se meia boca e o lugar eh feio demais!

  5. Comentários? Sem comentários, ou milhões deles! Pra voces terem idéia, programei minhas férias passando por Florianópolis, para aprecias as iguarias impecáveis do Black Sheep! Totalmente demais! Smei, recomendo e espero voltar muitas vezes!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s