Guacamole e compra coletiva: uma experiência não tão agradável

image

Outro post meu no Destemperados. Dessa vez sobre o Guacamole, especializado em comida Tex-Mex, em Florianópolis.

Muito embora não tenha havido referência no post, por opção editorial do site, acho importante frisar que a visita ao local foi em decorrência de uma compra coletiva que apresentou inúmeros problemas antes de poder ser consumida. Não sei dizer se por culpa exclusiva do site, embora creia que não, já que esse permitia a reserva de mesa on line, mas chegando ao local fui impedida de entrar, sob a justificativa de que aquele tipo de reserva não era aceito. O que me impressionou foi a total desconsideração com os direitos dos clientes, pois eu havia apenas respeitado as regras estabelecidas no próprio voucher que apresentei ao restaurante. Quando a gerente – sim, foi necessário chamá-la – percebeu que eu estava ali para fazer review do estabelecimento, tudo mudou: uma mesa foi arrumada, o atendimento foi impecável etc. Por isso, não posso afirmar com certeza se o atendimento dos garçons é sempre aquele, embora não me lembre de ser tão ruim nas outras vezes que estive ao local.

Feitas essas considerações, eis o link para o texto. Espero que gostem e comentem com sugestões.

Adendo:

Seguem os dois parágrafos e fotografia elinados do post na versão final.

Lembro de meu espanto quando uma amiga do interior, em visita à ilha, disse que estava afim de uma baladinha e lhe recomendaram o Guacamole. Minha resposta imediata foi: mas lá é um restaurante! Mas quem sou eu para rotular o lugar só porque sou movida por comida. E por falar em rótulos, lembrei do quanto ficamos bravos quando algum estrangeiro pergunta se no Brasil os macacos e demais animais dividem as praias com a população ou se todas as mulheres são mulatas e sambam. Apontamos o dedo em riste para criticar a ignorância alheia, mas temos a mesma atitude ao pensar no continente Africano – com seus desertos, famintos e elefantes – ou no nosso próprio país, quando se trata da região Centro-Oeste e Norte. Com toda certeza os restaurantes mexicanos não se resumem a tequileiros e mariachis com enormes sombreros; e é bom que saibamos respeitar sua cultura sem os preconceitos de praxe. Nem por isso estamos proibidos de nos divertir ao som de bamboleo cantado em coro pelos presentes no Guacamole.

Guacamole 02

Minha visita ao local, dessa vez, foi em decorrência de uma compra coletiva – nova mania nacional que pode ser tanto um ótimo achado como uma furada completa – e, tendo em conta algumas experiências anteriores, já imaginei que percalços estariam por vir. Todavia, apesar de problemas pontuais, mas bem chatos, com o agendamento da reserva (que não posso garantir se por culpa do estabelecimento ou do site de compras coletivas, mas que precisam urgentemente serem solucionados), assim que acomodada no local a má impressão foi deixada de lado, pois os garçons foram de uma presteza e delicadeza poucas vezes encontrada em Florianópolis. Só restava, então, aproveitar o ambiente e degustar o combo los magnificos adquirido previamente e os mojitos que o acompanhavam.

Anúncios

2 thoughts on “Guacamole e compra coletiva: uma experiência não tão agradável

  1. Pingback: Brasil Sabor 2013 – Santa Catarina | Não vá se perder por aí

  2. Pingback: #Evento Guacamole Cocina Mexicana | Não vá se perder por aí

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s