#Comida Café da Corte (@cafedacorte)

Nunca me senti tão em casa em um lugar como aqui“.

A frase acima não é minha, mas de uma amiga que conheceu o Café da Corte comigo, no último sábado. Mas bem poderia ser, porque a sensação de bem estar e aconchego, no maior estilo casa da, era latente.

Situado no Centro Histórico de São José/SC – grande Florianópolis -, o Café (que não se limita ao termo) ocupa o antigo Casarão Solar dos Neves, cuja construção acredita-se remontar a período anterior a 1800.

Se eu fosse narrar a quantidade de objetos e detalhes que é possível encontrar na casa, por certo que todos acreditariam em uma verdadeira poluição visual. Mas, ao revés, todo o conjunto é absolutamente harmônico e requintado, sem perder, em nenhum momento, o aconchego que nos faz não querer sair de lá tão cedo.

Para duas amantes da fotografia, como somos eu e a outra amiga que também me acompanhava, trata-se de um prato cheio que requer visitas e mais visitas, “sempre descobrindo novos detalhes“, como ela me disse com singular brilho no olhar.

Logo na entrada já nos deparamos com um hall cujos objetos e móveis, para mim, descendente (também) de portugueses, remeteu imediatamente à casa da vovó e seu sofá acrílico, com cristaleiras e aromas que nos remetem imediatamente ao passado.

Naquele mesmo andar é possível encontrar, em um segundo ambiente, o salão principal (foto acima à esquerda), destinado, geralmente, a grandes grupos, já que conta com uma enorme mesa. A luz indireta que vem da rua completa o clima e clama por um café da manhã e boas conversas.

Logo ao lado do salão principal encontra-se o lavabo mais lindo e fotogênico que eu já conheci: uma pia em madeira que dá pena de usar e uma banheira, com pés, repleta de flores que, estivesse vazia, teria sido testada por mim. Talvez pensando em pessoas como eu que os proprietários decidiram por recheá-la.

Os detalhes são tantos e os cuidados com a harmonia e a limpeza do local tamanhos que a vontade de ficar no lavabo e fotografar cada pedaço foram maiores do que a vergonha de ser vista lá entrando com uma câmera fotográfica.

Foto de Renata Diem

Descendo as escadas tem-se acesso ao salão interior (ainda interno), com luzes mais baixas, clima em estilo mais bar e espaço para pequenos shows diários noturnos, principalmente MPB, além de TVs que contam com músicas durante o dia.

Muito embora os móveis misturem estilos clássicos e modernos, a harmonia é sempre mantida. A harmonização desse espaço com o som ambiente chama por um encontro íntimo e um café de final de dia.

Já a parte externa, onde ficamos, conta com deques e integração à paisagem do lugar que, sozinha, já encanta aos amantes do mar.

O local, intercalado por cadeiras, sofás e bancos, é perfeito para aqueles almoços que se estendem até o final do dia. Garantindo esse dia de preguiça, aos sábados o local serve feijoada, 36 pilas por cabeça, com direito a comer o quanto aguentar e mais uma caipirinha.

Como chegamos mais tarde – a feijoada é servida até às 15h -, acabamos recorrendo ao cardápio normal, o que dificultou um pouco a escolha, ante as inúmeras opções que já pareciam maravilhosas apenas com a leitura.

Enquanto eu optei pelo Bambinomassa artesanal, com ragu de carne, linguiça e bacon, com pimenta calabresa opcional -, acompanhado de uma Soda Italiana de Maça Verde – a outra amiga foi de Nhoque do Chef – que acompanha o molho do dia, que, no caso, também se tratava de ragu.

A massa, certíssima no ponto de cozimento, equilibrava o sal mais ponderado com a pimenta no ponto perfeito de saborizar, mas não arder demais.

O nhoque, desmanchando na boca de tanta maciez – mas inteiro no prato e sem aspecto de purê, como ocorre em alguns lugares -, rendeu diversos suspiros da outra amiga. Mas recebeu ponto negativo no quesito quantidade. Muito embora seja ela conhecida como buchinho furado, tive que reconhecer que a porção era realmente pequena,, se comparada com a minha, tanto que o prato diferia bastante em tamanho do meu.

A amiga, que não estava com fome, foi direto para a sobremesa, atacando o Doce Bárbarotaça de sorvete de creme com doce de leite argentino, farofa de paçoca e calda de chocolate.

Uma junção de sabores que renderam comentários do gênero “estou tendo orgasmos [gastronômicos] com isso“. Mas nem por isso deixou de receber uma pequena crítica negativa: podia ter mais sorvete e menos calda, muito embora, ao final, tenha se transformado em um “Nescau muito f***”.

Como o dia, apesar de lindo e ensolarado, estava frio, a escolha dos deques, na parte externa do Café, parecia ruim. Contudo, pensando nas friorentas de plantão, cada cadeira conta com uma pequena manta, que garantiu pernocas aquecidas.

O lugar, apesar dos seus poucos meses de inauguração – cerca de 7 meses – mostra que veio para ficar (e torço com veemência para que sim), contando com uma equipe de profissionais, muito bem treinada e atenciosa.

A Ro, chef responsável pelos doces, o Luiz, chef responsável pelos pratos salgados, o João, barman, e os inúmeros garçons, impecáveis em seus uniformes e no pronto atendimento aos clientes, demonstram o cuidado do lugar com o bom atendimento.

Nós fomos agraciadas pelo atendimento do Gusmão – responsável/organizador dos deques -, que além de nos render boas risadas com seu jeito despojado, indicou pratos para a amiga, forneceu algumas informações sobre o Café, posou muito bem para a foto e nos convidou para uma degustação de vinhos na próxima quarta-feira (24 de agosto de 2011), que provavelmente também será alvo de um post exclusivo.

Para encerrar com perfeição o dia – e nossas cerca de 3 horas no local -, nada melhor do que um café: capuccino quente para as amigas e frozen cappuccino para mim – espresso, sorvete de creme, cubos de leite, canela em pó e pedacinhos de chocolate.

Uma dica aos proprietários – Rodrigo e Elisângela – e ao chef Luiz seria a inserção no cardápio de um Menu Degustação (idéia da outra amiga), já que os pratos são todos tão atraentes e seria ótimo poder experimentá-los de uma só vez.

Se você ainda não conheceu o Café da Corte, deve fazê-lo logo, pois trata-se de um lugar que conseguiu unir ótima comida com um ambiente lindo e aconchegante.

Para mim, a casa da ao meu alcance em poucos minutos.

Café da Corte

Rua Gaspar Neves, 3.107 – Centro Histórico

São José/SC

De terça a sexta, das 15h a 0h

Sábados a partir de meio-dia, por conta da feijoada.

Telefone: (48) 3259 9915

UPDATE: O Café da Corte mudou para novo endereço, mas manteve seu charme. 

Rua Bocaiúva, 1761, Centro, Florianópolis/SC
Telefone: (48) 3037-2125
Aberto de terça à sexta, das 17h às 24h, e sábado das 12h às 24h
Anúncios

8 thoughts on “#Comida Café da Corte (@cafedacorte)

  1. Esse é um dos meus lugares favoritos e além do extremo bom gosto na decoração e aproveitamento arquitetônico, possui atendimento exemplar, com cardápio de fazer verter água da boca!!! Assim que entrei na casa pela primeira vez – e fui convidada por um amigo querido que é vereador em São José – me encantei já ao pisar os primeiros degraus com desenhos recortados que deixam vazar a iluminação do porão… A casa é maravilhosa, o jardim muito bem aproveitado com as mesas protegidas e uma boa dica é marcar com bastante antecedência a reserva das mesas na parte interna. Como não está localizado em Florianópolis, é provável que possamos ir muitas vezes ao local, que tem o charme de atender somente até as 24H00. Quando lá estive pela primeira vez, me lembrei de um lugar também requintadíssimo que existia próximo do viaduto de Ingleses e Canasvieiras, que era o Bon Vivant, que unia cozinha portuguesa com francesa – ele é de Portugal e ela da França – e a mistura de extremo bom gosto. Mas como tudo que é verdadeiramente bom na ilha, dura pouco, esse também fechou… Ainda bem que o Café da Corte está no município vizinho!!!
    Beijos!

  2. Pingback: #Comida Joy Joy Bistrô « Não vá se perder por aí

  3. Pingback: Divino Gastroclub: a mais nova opção no centro histórico de São José | Não vá se perder por aí

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s